HOMEOPATIA:
Ciência, Filosofia e Arte de Curar


Publicações do Autor 

O ensino da homeopatia e da acupuntura na FMUSP - São Paulo Medical Journal 

O ensino da homeopatia e da acupuntura na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo Medical Journal

Teixeira MZ, Lin CA, Martins MA. Homeopathy and acupuncture teaching at São Paulo University’s Medical School: the undergraduate’s attitudes. São Paulo Medical Journal 2005; 123(2): 77-82.

Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-31802005000200009

 

Resumo

Introdução: Apesar da homeopatia e da acupuntura serem reconhecidas como especialidades médicas no Brasil, não são ensinadas na maioria das escolas médicas. Objetivos: Após serem inseridas como disciplinas eletivas no currículo da FMUSP em 2002, este estudo foi realizado para avaliar as atitudes dos acadêmicos de todos os anos da graduação perante estas práticas terapêuticas. Metodologia: Um questionário auto-aplicável foi respondido por 484 estudantes, com perguntas sobre interesse no aprendizado e na forma de ensino, nível de conhecimento e forma de aquisição, experiência e eficácia da terapêutica em si próprios ou em pessoas próximas, principais indicações e eficácia geral, além da possibilidade de oferecimento e integração junto aos serviços públicos de saúde. Resultados: Na média das duas disciplinas, acima de 85% dos estudantes considerou que a homeopatia e a acupuntura deveriam estar inseridas no currículo da graduação das escolas de medicina, de forma opcional (72%) ou obrigatória (19%), com 56% dos entrevistados mostrando-se muito interessados no aprendizado. Apesar de nenhum ou pouco conhecimento no assunto (76% em média), 67% dos estudantes creditava algum grau de eficácia às mesmas, tendo como principais indicações as doenças crônicas, isoladamente (37%) ou englobando também as doenças agudas (29%). Em torno de 35% dos acadêmicos foi favorável ao oferecimento ambulatorial das especialidades nos serviços públicos de saúde, enquanto que a média de 34% defendia a disponibilização destes tratamentos também em hospitais, com 60% acreditando na possibilidade de integração com a prática médica convencional. Conclusões: A maioria dos estudantes de medicina entrevistados mostrou-se bastante interessada em aprender os fundamentos da homeopatia e da acupuntura durante a graduação, foi capaz de observar e reportar a eficácia destas terapêuticas e defendeu a incorporação destas especialidades médicas nos serviços públicos de saúde.

 

Abstract

Context: Homeopathy and Acupuncture, although recognized as medical specialization in Brazil, are not taught in most of the medical schools. Objectives: To evaluate the attitude of the undergraduates of every level in relation to both therapeutic practices after they have being included as optional disciplines at University of São Paulo’s Medical School (FMUSP) in 2002. Methods: A self-exercisable questionnaire was answered by 484 students, with questions involving their interest in learning, the teaching forms, their knowledge level and manners of acquiring knowledge, their experience (or that of a close person) with these therapies and the corresponding effectiveness; the main indicators for these therapies and their general effectiveness, besides the possibility and offering and integrating the therapies to public health care units. Results: Concerning the median of two disciplines, has shown that above 85% of the students considered that homeopathy and acupuncture should be included in the curriculum of medical schools, either as optional (72%) or obligatory disciplines (19%), in fact 56% of the interviewed students have shown great interest in the disciplines’ learning. In spite of little or no knowledge about the subject (76%), 67% of the students believe, to a certain extent, in the effectiveness of the referred therapies, having the chronic diseases (37%) or even the chronic and the acute diseases (29%) as the main indicators for their use. Around 35% of the undergraduates think positively about offering public primary care regarding both therapies, while the median of 34% defended the availability of these treatments also in hospitals, with 60% of the students believing in the possibility of the integration with the conventional medical practice. Conclusion: The medical students were interested in learning the fundaments of homeopathy and acupuncture, were able to observe and report the effectiveness of these treatments and defended the use of these medical specializations in public health care.

 



HOMEOPATIA:
Ciência, Filosofia e Arte de Curar

Prof. Dr. Marcus Zulian Teixeira
Rua Teodoro Sampaio, 352 - Cj.128
CEP 05406-000 - São Paulo - SP
(11) 3083-5243 | 3082-6980
[email protected]
Todos os direitos reservados a Marcus Zulian Teixeira - Escritório de Direitos Autorais - Fundação Biblioteca Nacional