HOMEOPATIA:
Ciência, Filosofia e Arte de Curar


Publicações do Autor 

A concepção vitalista de Samuel Hahnemann - Revista de Homeopatia 

A concepção vitalista de Samuel Hahnemann - Revista de Homeopatia

Teixeira MZ. A concepção vitalista de Samuel Hahnemann. Revista de Homeopatia (São Paulo) 1996; 61(3-4): 39-44.

Disponível em: http://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/hom-4111 / ResearchGate

 

Resumo

Estando a Homeopatia fundamentada no modelo médico vitalista, conceitos como força vital, mente, alma, espírito, etc., referentes à natureza imaterial humana, são freqüentemente citados, tornando-se indispensável sua compreensão. Fundamentado nas obras de Hahnemann, incluindo seus escritos menores e cartas, o autor busca esclarecer estas concepções, no intuito de dissolver confusões doutrinárias. No referido estudo, fica claro o conceito de força vital instintiva e irracional, análoga à vis medicatrix hipocrática, formando um composto substancial com o corpo físico e de natureza distinta do espírito inteligente. Como outra entidade distinta das anteriores, Hahnemann cita a mente, sede da alma, como órgãos físicos quase não-materiais, de mais alta hierarquia, atribuindo ao psiquismo humano a maior influência no binômio saúde-doença, referindo-se à moral e à ética como fatores preventivos e curativos das enfermidades que afetam a Humanidade. Critica a escolástica e o excesso de especulações metafísicas, afastando-se de qualquer corrente filosófica ou religiosa, brindando-nos com conceitos universalistas dentro dos princípios morais e éticos, engrandecendo ainda mais sua obra e demonstrando ser um observador livre de preconceitos. Para Hahnemann, o corpo físico forma uma unidade substancial com o princípio vital, e não com a alma, sendo comandado pelo espírito dotado de razão que nele habita. A mente, como órgão psíquico, assume importante papel na relação entre estas entidades que compõe o ser humano.

 

Abstract

Being Homeopathy is based on the vitalistic model, concepts like vital force, mind, soul, spirit, etc., concerning human unmaterial nature, are often cited e used, thus their comprehension becomes necessary. Lying on Hahnemann's works, it is clear the concept of na instinctive and irrational vital force, analogous to Hipocrates's vis medicatrix, forming a substantial compound with the physical body and of a distinct nature from the intelligent spirit. Hahnemann also talks about another entity different from the previous ones, the mind - site of the soul, as physical and almost non-material organs of the highest hierarchy. He ascribes to the human psychism the main influence on the health-disease binomial, referring to moral and ethics as preventive and healing factors of the diseases that affect mankind. He criticizes scholasticism and the excess of metaphysical speculations, keeping off any religious or phylosophical trends. He works on universalist concepts, within moral and ethical principles. For Hahnemann, the physical body forms a unity with the vital force, but not with the soul, being commanded by the spirit endowed with reason that lives in it. The mind, as a psychic organ, fulfils an important role in the relationship between those entities that constitute the human being.

 


Leituras Associadas:

Teixeira MZ. Antropologia Médica Vitalista: uma ampliação ao entendimento do processo de adoecimento humano. Revista de Medicina (São Paulo) 2017; 96(3): 145-158. Disponível em

Teixeira MZ. O vitalismo homeopático ao longo da história da medicina. Homeopatia Brasileira 2002; 8(2): 109-123. Disponível em

Teixeira MZ. O vitalismo hahnemanniano na prática clínica homeopática. Revista de Homeopatia (São Paulo) 2000; 65(2): 23-34. Disponível em

Teixeira MZ. A natureza imaterial do homem: estudo comparativo do vitalismo homeopático com as principais concepções médicas e filosóficas. 1ª ed. São Paulo: Editorial Petrus, 2000, 480 páginas. Disponível em

Teixeira MZ. Concepção vitalista de Samuel hahnemann. 1ª ed. São Paulo: Robe Editorial, 1997, 131 páginas. Disponível em



HOMEOPATIA:
Ciência, Filosofia e Arte de Curar

Prof. Dr. Marcus Zulian Teixeira
Rua Teodoro Sampaio, 352 - Cj.128
CEP 05406-000 - São Paulo - SP
(11) 3083-5243 | 3082-6980
[email protected]
Todos os direitos reservados a Marcus Zulian Teixeira - Escritório de Direitos Autorais - Fundação Biblioteca Nacional