HOMEOPATIA:
Ciência, Filosofia e Arte de Curar


Publicações do Autor 

Experimentação patogenética homeopática breve - Evidence-based Complementary & Alternative Medicine 

Experimentação patogenética homeopática breve - Evidence-based Complementary & Alternative Medicine

Teixeira MZ. Brief homeopathic pathogenetic experimentation: a unique educational tool in Brazil. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine 2009; 6(3): 407-414.

Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2722208/

 

Resumo

Todos que se dedicam ao ensino da homeopatia observam a dificuldade dos aprendizes no entendimento teórico dos pressupostos homeopáticos, por estarem inseridos em paradigmas distintos aos propagados pela ciência hegemônica. Ao se deparar com o “princípio de cura pela similitude”, que é fundamentado na “experimentação das substâncias medicinais em pessoas sadias”, ambas empregando “doses infinitesimais”, o aluno vislumbra um universo jamais vivenciado em outras disciplinas da educação médica. Na tentativa de facilitar o entendimento destes aspectos peculiares e característicos do modelo homeopático, sugerimos a inclusão da 'Experimentação Patogenética Homeopática Breve' como item curricular e método de ensino junto à disciplina optativa “Fundamentos da Homeopatia - MCM0773”, oferecida aos alunos do 3º e 4º anos da FMUSP, a fim de que o conhecimento teórico dos pressupostos homeopáticos seja sedimentado nesta vivência prática. Seguindo os protocolos existentes há mais de dois séculos, a experimentação de medicamento homeopático ultradiluído é oferecida como atividade voluntária a todos os alunos participantes da referida disciplina, desde que não apresentem doenças crônicas e não façam uso regular de outros medicamentos nos últimos três meses. O medicamento homeopático experimentado, em doses únicas e na potência 30CH é intercalado com substância inerte (placebo), seguindo randomização prévia, permitindo que o experimentador vivencie as mudanças após a ingesta de ambas substâncias. O medicamento escolhido deve ter sido experimentado previamente, com sintomas descritos nas Matérias Médicas Homeopáticas, para que ao final do período de auto-observação os sintomas dos experimentadores possam ser confrontados com as patogenesias prévias. Termo de consentimento livre e esclarecido, aprovado pela CAPPesq do HCFMUSP, é assinado por todos os participantes. Desde a implantação, em 2002, da referida disciplina na grade curricular da FMUSP, dezenas de alunos passaram por esta vivência, experimentando medicamentos homeopáticos diferentes e descrevendo as diversas classes de sintomas manifestos segundo metodologia específica e em relatório diário, muitos deles com características peculiares e de notável idiossincrasia. A totalidade dos estudantes colocou-se favorável à proposta didática, observando em si próprios ou nos colegas próximos a propriedade das substâncias dinamizadas despertarem sintomas em indivíduos sadios, assim como despertarem uma reação curativa em sintomas pré-existentes, segundo o princípio da similitude terapêutica. Vivenciando o surgimento de sintomas novos, o desaparecimento de sintomas atuais, ou o retorno de sintomas antigos à sua constituição, com a posterior confirmação de que estas manifestações sintomáticas estão descritas em outras experimentações prévias da substância ingerida em doses infinitesimais, o estudante-experimentador aumenta a credibilidade na proposta científica do modelo homeopático. Como método didático, a experimentação patogenética homeopática breve mostrou-se extremamente eficaz na sedimentação dos fundamentos homeopáticos possibilitando, através de metodologia qualitativa, a observação de manifestações idiossincrásicas da individualidade humana.

 

Abstract

In homeopathy, many difficulties are encountered in understanding theoretical presuppositions because they represent different paradigms from those of hegemonic science. In our medical school, we developed a brief homeopathic pathogenetic experimentation course to be added as curricular content and a didactic method in homeopathic disciplines to add practical experience to the theoretical approach of homeopathic presuppositions. In accordance with the premises laid out by Hahnemann, the father of homeopathy, brief pathogenetic experimentation was offered on a voluntary basis for students who were free of chronic diseases and who had not regularly used medication in the last 3 months. The clinical test, either crossed or sequential (randomized and blind), was used as a study model. Single weekly doses of a homeopathic medicine of 30 cH or placebo were taken by participants during 4 weeks after which crossover of the experimented substances took place for another 4 weeks. Polycrest medicines were used so that symptoms developed by the participants could be compared to those described in Homeopathic Materia Medica. Thirty-three of the 50 students who studied homeopathy as an elective discipline over the last 4 years at the School of Medicine of the University of São Paulo (FMUSP) participated. Participants described symptoms according to specific methodology including many comments with peculiar characteristics and notable idiosyncrasies. All these students endorsed the course because it contributed to their understanding of how dynamized substances produced symptoms in healthy participants as well as the cure of symptoms according to the casual similitude principle. Brief homeopathic pathogenetic experimentation proved to be an effective method to observe the idiosyncratic manifestations of human individuality based on qualitative methodology, thus building a basis of understanding of homeopathy.

 



HOMEOPATIA:
Ciência, Filosofia e Arte de Curar

Prof. Dr. Marcus Zulian Teixeira
Rua Teodoro Sampaio, 352 - Cj.128
CEP 05406-000 - São Paulo - SP
(11) 3083-5243 | 3082-6980
[email protected]
Todos os direitos reservados a Marcus Zulian Teixeira - Escritório de Direitos Autorais - Fundação Biblioteca Nacional